Começar um negócio sozinho pode ser um desafio. É sempre mais vantajoso se sua família estiver ao seu lado, dando apoio moral, acreditando no seu sonho de montar um estúdio de Pilates e investindo em você.

Por isso, nesse post vamos trazer algumas dicas para você convencer sua família a investir no seu negócio! Confira:

Planejamento do estúdio de Pilates

A melhor maneira de colocar as ideias no papel é fazendo um plano de negócios, alinhando a parte estrutural do seu estúdio de Pilates, burocracia, contratações, equipamentos, materiais, contas, etc. Tudo que você vai precisar para abrir seu negócio deve estar previsto no plano de negócios!

O SEBRAE disponibiliza uma ferramenta gratuita para auxiliar empreendedores a montar um plano de negócios.

Análise do ambiente (SWOT)

Para fazer um planejamento rico, o mesmo deve incluir a análise SWOT. O termo vem das palavras em inglês Strengths (Forças), Weaknesses (Fraquezas), Opportunities (Oportunidades) e Threats (Ameaças).

É também conhecida como análise ambiental, ou análise de mercado, esse é um instrumento simples destinado a verificar ou posicionar o estúdio de Pilates de forma estratégica, no ambiente em que será inserido (bairro, região, cidade).

Previsão orçamentária do estúdio de Pilates

Qualquer pessoa que tenha interesse em investir em um negócio com você, vai querer ter certeza de que você sabe gerenciar as contas, para garantir que não vai entrar em uma furada e perder dinheiro!

É fundamental que você faça um levantamento detalhado de tudo que envolve custos, tenha na ponta da língua qual a previsão de lucro ao longo dos meses e principalmente qual o prazo de retorno dos investimento aplicados no estúdio.

Os principais pontos na questão orçamentária são:

Custos

Os gastos do funcionamento de uma empresa podem ser divididos de duas formas: Custos fixos e custos variáveis.

  • Custos fixos: São todos os valores mensais que sua empresa tem que pagar, independente de estar com 1 aluno ou lotação completa.

Alguns exemplos são: Aluguel, segurança, limpeza, materiais de escritório, mensalidades de sistemas ou serviços contratados, luz ou internet.

  • Custos variáveis: São contas que não estão previstas mensalmente ou que variam conforme o consumo e a quantidade de pessoas utilizando.

São exemplos de custos variáveis: Eventuais trocas, consertos ou reparos de equipamentos, reformas no ambiente e demais despesas não previstas.

Procure tentar incluir todos os custos que seu negócio pode vir a ter, nem que isso signifique apenas uma previsão aproximada. Só assim você ficará mais próximo de ter as contas batendo, todo o mês, e estar preparado quanto à custos inesperados.

Lucro mensal bruto e líquido

A melhor forma de atrair sua família para investir em um estúdio de Pilates com você é apresentando a previsão de lucro do seu negócio.

O lucro bruto nada mais é do que toda a receita que entrou no seu estúdio naquele mês. Digamos que você tenha 30 alunos e cada um paga um valor mensal médio de R$ 200 por aulas de Pilates. O Lucro bruto da sua empresa, neste caso, é de R$ 6.000,00.

O lucro líquido é o valor que sobra, após descontar os custos (fixos e variáveis) do lucro bruto. Digamos que no mês seus custos estão previstos em R$ 2.500 (aluguel, condomínio, materiais, manutenção e demais contas). Neste caso, seu lucro líquido será de R$ 3.500.

Também criamos um conteúdo que fala sobre Preço de Pilates: Como definir os planos de pagamento para um estúdio, caso você tenha dúvidas!

ROI – Retorno sobre o investimento

O ROI (sigla em inglês) nada mais é do que o Retorno Sobre o Investimento. Esse também é um ponto fundamental a abordar com sua família, para mostrar a eles como eles vão lucrar ao investir com você e em quanto tempo o valor investido será recuperado.

O ideal é combinar entre as partes uma porcentagem mensal do lucro líquido, que pode variar de 10% a 30%, para que o investidor receba todo o mês. Dessa forma, ele verá o benefício de investir no seu negócio e poderá ter ideia do rendimento mensal que receberá, de acordo com as previsões feitas nas etapas anteriores.

Mas lembre-se de não destinar uma parte muito grande do seu lucro líquido, certo? Pois você precisará de uma quantia para viver, ou seja, o seu pró-labore!

Viu como não é tão difícil convencer sua família a investir no seu espaço? Com bastante dedicação e pesquisa, você prepara um plano de negócios bem completo, abordando os tópicos acima, de forma que este plano sirva de instrumento norteador na abertura e gestão do seu estúdio de Pilates!

Leia mais:

Como abrir um estúdio de Pilates como investidor?

Quando é o momento certo e abrir meu studio de pilates?

Guia administrativo para abrir seu estúdio de pilates

Newsletter

Receba nossas novidades

Cadastre-se e receba em seu e-mail as atualizações da Kauffer.