Aulas de Pilates para idosos são cada vez mais comuns nos studios Brasil afora e o público da terceira idade é um dos que mais cresce. São inúmeros os benefícios físicos e mentais do método para idosos, mas é sempre importante salientar os cuidados necessários para que a prática transcorra bem.

Ao mesmo tempo que a prática pode favorecer aspectos da vida dos idosos, como melhorar o equilíbrio deles, sempre corre-se o risco de pequenos acidentes no studio. O problema é que por conta da debilidade física que muitos senhores e senhoras apresentam, qualquer acidente pode se transformar em algo mais sério. Por isso, todo cuidado é pouco ao lidar com esse público específico!

Conhecer bem o aluno

Essa recomendação serve para todos os alunos, em especial os mais velhos. Converse com o praticante para conhecer o seu estado físico, objetivo e limitações com o Pilates. Também é importante conhecer a rotina da pessoa e saber se ela faz uso de algum tipo de medicamento que possa influenciar (para o bem ou para o mal) a prática.

Dispondo de todas essas informações, você poderá montar um treino mais assertivo e até sugerir determinados horários que melhor se adaptem à rotina daquela pessoa.

Ter contato com o médico

É importante ter contato com o médico geriatra que acompanha o novo aluno para conhecer mais a fundo sua condição de saúde e possíveis contraindicações. Em conjunto com o médico, o professor de Pilates pode ser de grande ajuda para a melhora da qualidade de vida do idoso ao utilizar o método para aliviar dores e outros males que possam afetar a pessoa.

Equipamentos de monitoramento

Muitos idosos sofrem de problemas cardíacos. Por isso, é importante ter um medidor de pressão arterial no studio para imprevistos. Fazendo uma medição periódica, o instrutor estará contribuindo para uma vida mais saudável do seu aluno.

Cuidado com os obstáculos

Cuidado com a disposição dos aparelhos dentro do studio. É importante deixar um espaço de fácil circulação para o aluno idoso a fim de evitar tropeções e quedas. Sempre recolha qualquer acessório que fique no chão e observe a circulação do aluno para que ele evite possíveis obstáculos.

Observe os sinais

Muitos idosos preferem o silêncio a reclamar de certas coisas, pois muitas vezes acham que estão incomodando a pessoa com suas limitações. Por isso, sempre fique muito atento a possíveis sinais de limitações físicas. Às vezes, é possível detectar dores e desconfortos apenas observando o rosto do aluno. Com esse cuidado, evita-se lesões desnecessárias e dores que possam ser causadas por extrapolar os limites físicos do idoso.

Piso antiderrapante

O risco de quedas é algo que sempre deve estar na lista de preocupações para quem lida com idosos. Por conta de problemas como a sarcopenia (perda de massa muscular) e a osteoporose (perda de densidade óssea), uma queda pode acarretar graves problemas de saúde para pessoas de mais idade. Então se você pensa em oferecer aulas voltadas ao público da terceira idade, é interessante pensar no tipo de piso utilizado e buscar opções antiderrapantes para minimizar os riscos

Instabilidade

Por conta dos problemas citados acima, é sempre um risco a prática de exercícios com instabilidade, como aqueles praticados com o aluno sentado na bola, por exemplo. O exercício só deve ser passado para aqueles que apresentam excelente equilíbrio e controle postural e, mesmo assim, o cuidado deve ser redobrado!

Turmas pequenas

Por exigirem uma atenção especial, aulas de Pilates para idosos não devem ser ministradas para grupos maiores do que três pessoas. Essa é a garantia de que o instrutor poderá acompanhar e dar a devida atenção aos alunos.

Você já oferece aulas de pilates para idosos? Que cuidados especiais são tomados no seu studio? Conte para a gente nos comentários!

Newsletter

Receba nossas novidades

Cadastre-se e receba em seu e-mail as atualizações da Kauffer.