A modalidade criada por Joseph Pilates vem ganhando vários adeptos, inclusive atletas de alto rendimento, como jogadores de futebol. E o motivo são os inúmeros benefícios que o método pode proporcionar para os esportistas.

E o futebol, como sendo uma das atividades esportivas que mais exige do atleta, fisicamente falando, requer um preparo físico especial.

Para que você consiga ter uma ideia, um jogador profissional corre, em média, de 9 a 11 quilômetros, considerando uma partida normal de 90 minutos – e pode chegar até mais do que isso. É muita coisa, não?

Mas o futebol e demais esportes envolvem muito mais do que isso. É força, resistência, agilidade, velocidade, equilíbrio, flexibilidade, respiração e uma série de outras coisas que poderíamos citar aqui.

Como resultado, é importante que os jogadores façam uma atividade que trabalhe todos estes pontos – ou o máximo possível deles -, melhorando seu desempenho e prevenindo a ocorrência de lesões. E é aí que entra o pilates para atletas.

Pilates no esporte

Não é de hoje que sabemos que o Pilates envolve muito mais do que a prática de exercícios. O método trabalha a respiração, a concentração, o controle, o equilíbrio, a mente, a musculatura no geral, entre outras coisas.

Embora o pilates para atleta não seja a solução para tudo, o método é um ótimo aliado, que se realizado em conjunto com demais atividades pode proporcionar melhorias no desempenho em geral.

Além de ajudar a aprimorar o condicionamento físico do atleta, auxiliando em diversas funções, o pilates também atua prevenindo lesões e auxiliando na reabilitação de atletas lesionados.

Confira abaixo alguns dos principais benefícios do pilates para atletas e veja como o método pode auxiliar jogadores de futebol e demais esportistas.

4 benefícios do pilates para atletas

Segundo a Costarricense, Karol Marenco, que é professora de dança e instrutora de pilates, “o pilates irá estimular o corpo a conquistar uma melhor forma física, potencializando suas capacidades e habilidades”. E os benefícios do pilates para atletas podem ser muitos. Confira alguns:

Prevenção e recuperação de lesões

Os atletas de alto rendimento, como corredores e jogadores de futebol, tem uma alta propensão de sofrer com lesões. Em razão disso, é importante procurar meios de evitá-las, minimizando o risco e a ocorrência.

E, neste processo, o Pilates tem um importante papel, atuando na prevenção e no tratamento de lesões. É por isso que o pilates para atletas é uma ótima opção, contribuindo para o fortalecimento da musculatura.

Melhora no desempenho

Trabalhando em conjunto a respiração, a musculatura, o equilíbrio e outros pontos importantes que já falamos anteriormente, o pilates funciona melhorando o desempenho dos atletas.

No entanto, para que isso aconteça de maneira eficiente, é importante que o treinamento seja ministrado por instrutores qualificados e com base na especificidade de cada atleta. Por exemplo, no caso de jogadores de futebol, a posição em que atua também afetará o treino, como explica o Espanhol Rafael Humanes, Doutor em Ciências da Atividade Física e Esporte, Instrutor de Pilates e Diretor de Formação para Instrutores de Pilates:

“Os jogadores de futebol são todos diferentes e a posição em que jogam requer um treinamento diferente para cada um, pois o treinamento para um goleiro não é o mesmo do que o treinamento para um atacante”.

E, por isso, o treino deve partir de uma avaliação física minuciosa, que leve em conta cada detalhe e particularidade do jogador.

Mais disposição

A consciência corporal e a respiração atuam favorecendo o condicionamento físico do atleta, garantindo à ele mais disposição e resistência. No entanto, para que os benefícios sejam realmente notados e eficientes, é importante que o atleta pratique pilates frequentemente.

Segundo a instrutora, Karol Marenco, “o atleta de alto rendimento deve realizar um treinamento de pilates duas ou três vezes na semana, levando em conta que cada treinamento em seu esporte causa desgaste e, portanto, precisa de um tempo de recuperação”.

Assim, ainda segundo Karol, “o resultado será um corpo menos desgastado e muito mais eficiente, que se recupera com maior rapidez”.

Condicionamento físico

Ainda segundo a Costarricense Karol Marenco, os benefícios do Pilates também são sentidos no condicionamento físico dos atletas, “pois o método é focado em estruturas de maior profundidade corporal, que envolvem os músculos estabilizadores, fazendo com que a condição física melhore a partir da musculatura profunda, influenciando o bom funcionamento de todos os órgãos do corpo e postura, refletindo na sensação de bem-estar de cada um”.

Outros benefícios

Além dos benefícios acima, é possível citar outras formas que o pilates também beneficia jogadores de futebol e demais atletas de alto rendimento, como:

  • Melhora o equilíbrio, a movimentação e a força muscular;
  • Torna os movimentos mais eficientes;
  • Auxilia na estabilidade da musculatura;
  • Atua na correção da postura e no alinhamento corporal;
  • Melhora a consciência corporal;
  • Torna chutes mais eficientes, no caso de jogadores de futebol;
  • Acelera a recuperação das lesões;
  • Melhora a coordenação motora e a concentração.

Não é à toa que grandes nomes do futebol, como Neymar, Bobô, Cristiano Ronaldo, David Beckham e outros, também já praticaram pilates no decorrer da sua carreira.

Lembrando que, para o Pilates ter benefícios reais e proporcionar resultados eficientes, é importante ter um instrutor qualificado, que aplique um treino adequado, respeitando suas características e limitações individuais.

Como explica Rafael Humanes, ter um treino específico, pensado nas particularidades de cada atleta, é importante: “Tem que avaliar e observar quais são os déficits destes atletas, para assim poder desenvolver um plano de treinamento adequado”.

Dicas de profissionais

“Como instrutora de Pilates e professora de dança, acredito que todo atleta de alto rendimento deve inserir uma ferramenta complementar na sua rotina de treinamento, que ajude a melhorar sua mobilidade. Para isso, o método Pilates é uma excelente escolha […]”, é o que diz a Instrutora Karol Marenco.

Segundo a professora de dança, o Pilates irá permitir ao atleta o ganho de flexibilidade, a melhora do conhecimento de suas capacidades de movimento corporal e, além disso, “permite que o processo de recuperação muscular e articular, depois de cada carga de treinamento ou partida, seja alcançado com maior eficiência, deixando o corpo mais saudável, disponível e com melhor rendimento em menor tempo”.

No entanto, Karol chama a atenção para a diferença e as particularidades do treino de cada atleta. “Como instrutores de Pilates, devemos entender as individualidades de cada corpo e as particularidades de cada esporte”. Segundo ela, a busca por conhecimento é fundamental para oferecer um treinamento mais assertivo.

“Um praticante de CrossFit, por exemplo, possivelmente terá músculos fortes e desenvolvidos, mas precisará melhorar sua flexibilidade articular através do Pilates. Já um dançarino possui uma ótima postura e rendimento, junto com uma flexibilidade maravilhosa, no entanto, precisará melhorar a força muscular através do Pilates. Um jogador de futebol que tende a utilizar mais uma perna do que a outra ao chutar uma bola, precisa de exercícios que ajudem a corrigir estes desequilíbrios”.

O Instrutor Rafael Humanes também defende a prática do pilates para atletas: “Minha opinião é que o jogador precisa urgentemente praticar o Pilates. Primeiro, porque é um complemento indispensável para prevenção de lesões. Segundo, porque fará com que ele entenda como funciona seu corpo, aprendendo as sensações e informações que seu próprio corpo pode transmitir a partir da consciência corporal”.

Mas Humanes também atenta para a importância de fazer treinamentos diferentes, com base na necessidade de cada pessoa. “Hoje em dia eu trabalho em uma clínica de Fisioterapia, onde chegam milhares de casos com dor lombar, mas mesmo que seja uma dor lombar, não são todas iguais e não tem a mesma origem ou causa. É por isso que eu devo avaliar e observar a pessoa que tenho a minha frente, para poder encontrar o equilíbrio tanto em seu corpo como em sua mente”.

E, para jogadores de futebol e corredores, se aplica o mesmo. “Evidentemente, seria um erro muito grave dedicar o mesmo treinamento para diferentes pessoas. Devemos observar a pessoa que temos diante de nós. A essência de um bom instrutor é saber dar ao outro aquilo que ele necessita”.

Dicas profissionais para oferecer pilates para atletas

Além de investir em conhecimentos, aplicar avaliações e criar treinamentos com base nas especificidades de cada atleta, os instrutores que desejam oferecer o método para jogadores de futebol e demais esportistas também devem apostar em um estúdio completo.

Para Karol Marenco, a dica é que um Estúdio de Pilates que trabalhe com atletas de alto rendimento “esteja completamente equipado, com Cadillac, Reformer, Step Chair e o Ladder Barrel, já que cada um tem uma função diferente”.

Karol ainda chama a atenção para a importância de ter um Espaldar de Madeira embutido na parede e “acessórios suficientes, que suportem a força destes esportistas, que geralmente apresentam boa forma física, tais como: faixas elásticas super fortes, molas resistentes, diferentes tipos de Spine Corrector, Flex Ring, dentre outros”.

Segundo ela, no entanto, “a coisa mais importante está no desenho da aula: a estrutura de uma aula de pilates para esportistas deve ser progressiva”.

A dica é de Karol, para organização das aulas, é:

Começo: contar com um princípio que ajude na concentração corporal dos movimento, partindo do CORE.

Meio da aula: conter os exercícios mais desafiadores e criativos, que sejam possíveis de realizar mantendo uma boa postura e a qualidade na execução.

Fim: realizar um trabalho de alongamento que permita realizar os exercícios, combinando todos os princípios do Pilates, em absoluta conexão com a energia do corpo e da sua volta.

Conclusão

O pilates para atletas é uma ótima alternativa para complementar o treino esportivo ao qual eles são submetidos, proporcionando inúmeros benefícios para o seu desempenho pessoal e profissional.

Além disso, o pilates trabalha o CORE, que é o centro da força do nosso corpo, responsável por manter a estabilidade da coluna, trabalhando músculos abdominais e paravertebrais. E, também por isso, o pilates ajuda a evitar que ocorram as lesões.

Fontes:

Rafael Humanes

Rafael Humanes é um parceiro da Kauffer Pilates, na Espanha. Ele é Doutor em Ciências da Atividade Física e Esporte e Mestre em Inovação e Investigação em Ciências da Atividade Física e Esporte. Também é licenciado em Ciências da Atividade Física e Esporte.

Com mais de 26 cursos e certificados internacionais, Rafael atua hoje como Instrutor e Diretor de Formação para instrutores de Pilates em Matwork e Studio e é autor do livro Pilates: Guía del instructor, lançado em Madri, em Junho de 2014.

Karol Marenco

Karol Marenco é Costarricense e também é uma parceira da Kauffer Pilates. Ela é diretora artística, coreógrafa, professora de dança e instrutora de pilates, certificada pela Voll Brasil.

Também trabalha a dança e o pilates como forma de auxiliar na preparação física e, devido sua experiência, pode contribuir de diferentes formas para a elaboração deste material.

Conheça mais sobre o trabalho da Karol Marenco.

Newsletter

Receba nossas novidades

Cadastre-se e receba em seu e-mail as atualizações da Kauffer.