O julgamento pela aparência é parcial, e muitas vezes errôneo. O fato é que ele acontece. Studios de pilates podem ter profissionais e equipamentos de alta qualidade, mas se as pessoas que passarem pela frente do local não gostarem da aparência dele, provavelmente não se matricularão.

A identidade visual é um aspecto muito relevante para a atração de alunos, sobretudo para um novo studio, que ainda vai começar o árduo trabalho de “fazer o seu nome”. Por isso, ela não deve ser feita de forma descuidada.

Para a criação de uma identidade visual de excelência para studios de pilates, há dois fatores que são determinantes: o profissional que a faz e a qualidade do briefing que o proprietário do studio passa a ele.

Quanto ao profissional, é fácil de imaginar que o resultado de uma criação feita por um amador será muito diferente da que for executada por um especialista na área. Um designer com experiência nesse tipo de trabalho é, sem dúvida, a aposta certa.

Quanto ao briefing, neste post vamos te explicar o que ele é, tudo o que precisa conter e boas práticas para que as informações sejam colocadas nele de forma precisa.

Confira:

O que é um briefing?

Briefing é o conjunto de dados reunidos sobre determinado assunto com o objetivo de orientar as ações que serão tomadas para a entrega de soluções assertivas.

É uma ferramenta muito utilizada em trabalhos publicitários e de design. Por meio do briefing, os profissionais conseguem traçar estratégias para entregar o resultado que o cliente espera. Quanto mais preciso, mais próxima a entrega final ficará daquilo que é almejado.

Na construção da identidade visual de studios de pilates, o briefing permite que os designers possam conhecer os gostos dos clientes, a sensação que eles querem transmitir, o que eles não gostam, para que público a identidade precisa ser voltada e como é a imagem da concorrência deles.

Quais questões ele precisa abordar?

Um briefing pode conter uma grande variedade de questões. O importante é que ele dê à pessoa que executará o trabalho todo o embasamento de que ela necessita para criar com segurança, sabendo que está no rumo certo.

Aqui na Kauffer, por exemplo, o briefing que enviamos para ser respondido pelo cliente para dar início ao trabalho de identidade visual, serviço que oferecemos gratuitamente, contém as seguintes questões:

  • Serviço prestado pelo seu studio e diferencial

Aqui o cliente coloca tudo o que o studio vai oferecer, se é só pilates ou se há serviços agregados, se o foco será mais atividade física ou reabilitação, entre outras informações.

  • Pontos fortes

 O que o studio tem de mais positivo, que mais agrega valor a ele.

  • Pontos fracos

 Quais oportunidades de melhoria o studio apresenta.

  • Ambiente

Neste ponto o cliente descreve onde o studio está localizado, como é o entorno e o espaço físico da sala, se ela fica dentro de outro local, se há estacionamento, entre outras questões que envolvam o ambiente do studio.

  • Mercado

Aqui é feita uma descrição de como é o mercado para o pilates na região em que o studio será aberto e como é a concorrência.

  • Público-alvo

 Nesta questão é realizada uma descrição completa do público-alvo para o qual o studio voltará as atividades.

  • Concorrentes 

Aqui deve ser informado como é o serviço realizado pelos concorrentes do studio; as diferenças entre o que eles e o cliente oferecem e se há proximidade entre a localização de ambos. Também é importante saber como é o logotipo deles.

  • Quanto à criação da marca, o que você gosta

 Neste ponto o cliente informa ao designer as suas preferências. Descreve quais sensações quer transmitir, que personalidade quer que tenha e que valor quer vincular à marca.

  • Quanto à criação da marca, o que você não gosta

 Aqui o cliente fala de tudo o que não gostaria de ver na sua marca e mostra exemplos de mercado que ele acha ruins, para que a criação fique longe deles.

Esses pontos foram elaborados pelos nossos designers porque eles consideram que essas questões fornecem a base de que necessitam para o trabalho de criação de identidade visual para studios de pilates.

É claro que um briefing com esse objetivo pode ter questões diferentes, esse é um exemplo do modelo que usamos, pois a experiência com ele tem gerado resultados satisfatórios aos nossos clientes.

Boas práticas para o preenchimento das informações

Detalhamento

O nível de detalhamento de um briefing está diretamente ligado ao grau de assertividade da criação da identidade visual. Quanto mais específicas são as informações, mais é possível entrar na cabeça do cliente e entregar o que ele realmente deseja.

Aqui na Kauffer, por exemplo, quase todas as criações elaboradas por nossos designers que tiveram aprovação do cliente já na primeira tentativa foram produzidas com base em briefings bem detalhados.

Por isso, se você for preencher um briefing para a criação da identidade visual do seu studio, especifique as suas ideias o máximo que conseguir. Isso permitirá que o designer consiga entender você.

Dessa forma, as chances de ele criar algo do seu gosto já na primeira tentativa serão altas, o que diminuirá a necessidade de alterações e, consequentemente, o tempo que você terá que esperar para que a identidade visual fique pronta.

Sabemos, claro, que a tarefa não é fácil. A dificuldade de se conseguir transmitir por meio das palavras o que realmente se quer é bem comum. Muitas pessoas, na falta de palavras que abarquem os seus gostos, recorrem a descrições genéricas, mas elas acabam não ajudando muito.

Quando descrevemos informações de uma forma ampla, normalmente elas fazem muito sentido para nós, mas nem sempre para quem lê. E como não existe a possibilidade de fotografarmos a construção visual das ideias em nossas cabeças, as palavras acabam sendo o caminho necessário para que possamos transmiti-las a outras pessoas.

O seu desafio, portanto, é procurar palavras que alcancem as suas ideias o máximo possível, com todo o detalhamento que você conseguir colocar. O resultado compensará o seu esforço.

Coerência

Outro quesito fundamental para a produção de uma identidade visual primorosa é a coerência nas informações transmitidas ao designer.

Para que você entenda melhor, podemos dizer que todos os pontos do briefing se ligam entre si, pois eles resultarão em uma única marca. Então não deve haver contradição entre as informações de uma questão e de outra, e nem entre o texto e as imagens enviadas como referência.

Por exemplo, se o profissional de pilates quer que o seu studio transmita a sensação de paz e leveza, não faz sentido que queira que o logo do espaço tenha a cor rosa pink.

Com a imagem acontece a mesma coisa. Muitas vezes no briefing o cliente informa a sensação que gostaria de transmitir com a marca, mas coloca como referência um logo que passa uma ideia totalmente oposta da que ele colocou na descrição.

Isso confunde o designer, pois ou ele segue a imagem de referência ou segue a descrição colocada no briefing. Nesse caso, o ideal é que o cliente pesquise imagens de referência que transmitam a mesma sensação que foi descrita. Que não sejam apenas bonitas, mas também coerentes com o resto das informações.

Basta ter em mente que todos os dados, sejam escritos ou visuais, precisam conversar entre si. Um não pode anular o outro.

Quando todas as informações se complementam em vez de divergirem, o briefing tem as condições ideais para servir de base para a criação de uma identidade visual de excelência para studios de pilates.

Dicas extras

Para te ajudar ainda mais na construção do briefing para a criação da identidade visual do seu studio, conversamos com alguns profissionais da Kauffer que têm experiência nesse assunto. Veja as dicas que eles têm para você:

  • Vinicius Zamoner Moreira – Designer

A dica de Moreira é que o cliente transmita no briefing quem ele é: o que pensa, em que acredita, e não somente informações visuais. “Ele deve mostrar o conceito que quer passar”, explica.

  • Rafael Facchinetti – Designer

Para Facchinetti, a dica é fazer o briefing sem pressa. Não terminar correndo para mandar logo, e sim parar em um momento em que não tenha outras coisas para resolver e escrever com calma.

Além disso, ele recomenda que o cliente nunca faça sozinho. Que sempre peça opiniões para pessoas que o conhecem bem, para que digam se as informações são a cara dele ou não. “Essas discussões são bacanas, é sempre bom ter a opinião de terceiros”, garante.

  • Marina Petinelli – Auxiliar de marketing

A dica de Marina é preencher todas as informações do briefing, sem pular nenhuma. “Às vezes a pessoa acha que alguma coisa não é importante, mas para o designer é. Ele precisa entender bem como a pessoa é e o que ela quer passar”, assegura.

Leia maisLeia mais
– Identidade visual: amplie a procura de alunos
– Nomes para studios: 3 coisas que você precisa saber

Se você ainda tiver alguma dúvida sobre a construção do briefing para a criação de identidade visual para studios de pilates, deixe um comentário que responderemos!

Newsletter

Receba nossas novidades

Cadastre-se e receba em seu e-mail as atualizações da Kauffer.