Você é um ótimo profissional de pilates, mas no entanto, o seu talento não se reflete no número de alunos que estão na sua grade de aulas. Isso pode ter um motivo bem simples: apesar de ser bom no que faz, você precisa aprender mais sobre marketing. As publicações do seu studio de pilates em redes sociais, por exemplo, será que estão sendo feitas da forma correta?

Neste post, vamos te dar dicas preciosas e te mostrar os pontos aonde você está errando. Leia e faça um teste, bote em prática os nossos conselhos e veja como os resultados podem ser bem mais promissores.

Ao final do post, também abordamos os aspectos legais e determinações dos conselhos que você deve observar em todas as suas publicações, para não ter dores de cabeça depois.

Me acompanhe!

1. Mau uso de #hashtags

Você certamente conhece a hashtag, ao menos de vista. Ela está presente nos mais diversos posts em redes sociais como o Twitter, o Facebook e Instagram. São links em palavras antecipadas pelo “jogo da velha” (#), mas mais do que isso, são agrupadores de conteúdo.

Então, se você até hoje não viu motivos para incorporá-la aos seus posts, pense de novo. Quando um usuário clica em uma hashtag, ele é levado até uma página com todos os conteúdos que estão agrupados por aquele mesmo termo.

Se você souber trabalhar com essa funcionalidade, ela pode ser uma boa forma de o público interessado em assuntos relacionados ao pilates encontrar as suas publicações. Para isso, escolha palavras que você acredite que são do interesse do seu público-alvo e que descrevem o conteúdo ao qual você a está associando.

Não utilize espaços e nem termos gigantes. Também não escreva uma frase por meio de hashtags, como por exemplo: #hoje #tem #aula #de #pilates. Prefira termos como: #pilates, #auladepilates, #pilateiros, #studiopilates, #nomedasuamarca, #pilateslovers, #euamopilates, entre outros. Só não vá exagerar, lotando o seu post de hashtags. Use-as moderadamente.

Sempre preste atenção a erros de digitação e gramaticais. Palavras com erros não são encontradas pelo público e as pessoas que visualizarem o seu post irão notar, associando essa incorreção à sua marca. Então a dica é sempre fazer uma revisão final, ok?

2. Tamanho das imagens incorreto

Se você possui um perfil do seu studio de pilates em redes sociais, preste sempre atenção ao tamanho de imagens que é recomendado em cada rede, pois você pode estar, sem querer, cortando elementos importantes da sua imagem.

A dica é você sempre conferir, na central de ajuda de cada rede, o tamanho que ela recomenda e, se necessário, realizar os ajustes em um editor de imagens, que pode ser um padrão, como o Photoshop, ou um online, como o Pixlr.

3. Postagens iguais em diferentes redes sociais

Se você publica da mesma forma todos os conteúdos do seu studio de pilates em redes sociais, você está fazendo isso errado. Cada rede possui particularidades e, muitas vezes, até um público diferente, então para aproveitar todo o potencial que elas oferecem e aumentar o alcance dos seus posts, realize postagens de maneiras diferentes em cada uma.

Os posts do Facebook e do Google+ podem ser feitos da mesma forma, porque são redes concorrentes. Nelas, explore bastante a imagem e use pouco ou nenhum texto em cima da foto. Nunca passe dos 20%, para não ser penalizado e perder alcance. A frequência de publicações não pode ser exagerada, a regra a ser seguida é: mais qualidade do que quantidade.

No Instagram, publique conteúdos visuais, como imagens com frases motivacionais ligadas ao pilates, vídeos e fotos do dia a dia e dos bastidores, como um novo equipamento sendo instalado no studio, por exemplo. Saiba mais como utilizar o Instagram clicando aqui.

O Twitter é a rede da factualidade. Os usuários que a utilizam preferem receber informações do que está acontecendo no momento, em tempo real. Então, caso você tenha uma conta na rede para o seu studio, publique fatos que estão acontecendo no momento, como “A inauguração do studio está ocorrendo agora. Venha fazer a sua matrícula!”. Observe também que o limite de caracteres permitido é de 140, então seja sucinto.

Já no LinkedIn, a maior rede social corporativa do planeta, a abordagem é bem diferente das outras. Você pode utilizá-la para fazer recrutamento de funcionários para o seu studio de pilates, para trocar experiências com outros profissionais da área ou divulgar cursos. Publicações na rede devem sempre ter cunho profissional, como por exemplo, cursos para profissionais de pilates.

Quantas diferenças, não é mesmo? Mas agora que você já sabe delas, pode utilizá-las a seu favor.

4. Não aproveitamento de datas sazonais

Se você ainda não explora datas sazonais nos seus posts, isso precisa mudar! Conteúdos assim são ótimos para conseguir picos de audiência nas suas publicações e fisgar novos alunos.

Crie um calendário com as datas sazonais, não apenas as gerais, mas também as específicas e que mais fazem sentido para o seu studio, como o Dia Internacional do Pilates, Aniversário de Joseph Pilates, Aniversário do studio e Pilates Day. Uma boa ideia é incluir também datas relacionadas à saúde.

Você pode realizar ações nessas datas e utilizar as redes sociais para divulgá-las. Caso você não vá realizar nenhuma ação, mesmo assim é possível criar posts relevantes sobre elas e utilizá-los para gerar tráfego e promover o seu studio. Então, não deixe essas datas passarem batidas!

5. Demora na resposta dos comentários

Deixar as pessoas que interagem com as suas publicações no vácuo não é uma boa ideia. Elas gostam de saber que existe alguém do outro lado da tela. Se os usuários interagem com o seu post é porque se interessaram pelo assunto, e se não obtiverem resposta, podem se desinteressar.

As boas práticas recomendam que quando alguém fizer um comentário em um dos seus posts com algum questionamento, sugestão, reclamação, algo que aguarda uma resposta, que você lhe dê um retorno rápido. Não deixe passar de 24 horas.

Caso você não encontre uma resposta ao questionamento dentro do um prazo, publique um comentário informando que a questão está sendo apurada e que, logo que possível, a resposta virá.

Agora que você já sabe quais os pontos aonde está errando, fica bem mais fácil de ajustar os posts, não é mesmo? Mas existe também uma outra questão com relação às publicações que precisa ser observada. Não está ligada ao marketing, mas se você não tomar cuidado, pode se incomodar. Vamos a ela então?

Leia maisLeia mais
– Como criar uma fanpage para o seu studio de pilates em 10 passos
– O que postar na fanpage do seu studio de pilates?
– 11 passos para criar uma campanha no Facebook para o seu studio

Aspectos legais e determinações dos conselhos sobre publicações do seu studio de pilates em redes sociais

Para você não ter nenhuma complicação com as suas publicações em redes sociais, há alguns aspectos que você precisa observar:

  • Direitos de imagem

Se você for utilizar fotos ou vídeos em que aparecem alunos seus praticando pilates, é fundamental que eles assinem um documento de autorização de uso de imagem. Se for um aluno menor de idade, os pais precisam assinar.

Se possível, prefira utilizar imagens de outros funcionários praticando os exercícios ou então de atores contratados.

  • Se declarar como um especialista

Se você é um profissional de educação física, você responde ao Conselho Regional de Educação Física (CREF), certo? De acordo com o conselho, você só pode se divulgar como “especialista” se tiver feito e sido aprovado na prova do CREF.

  • Valores/promoções

Se você é fisioterapêuta, você responde ao Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional (CREFITO). De acordo com a instituição, a divulgação de valores e promoções é proibida, assim como a de aulas experimentais gratuitas, já que todo e qualquer trabalho realizado por você precisa ser cobrado.

  • Nome completo e inscrição no CREFITO

Ainda, de acordo com o CREFITO, as publicações devem conter o nome completo do profissional de fisioterapia e o número de inscrição dele no conselho.

  • Nome do consultório

Caso você seja fisioterapêuta e vá publicar imagens da fachada da sua empresa, atenção. De acordo com o CREFITO, o studio pode ter um nome-fantasia, mas abaixo dele deve constar “Consultório do Dr. …e o número de inscrição no conselho”.

Então não esqueça, todas as táticas de marketing que lhe ensinamos devem ser executadas observando o que o conselho ao qual você responde determina, certo? Assim, aproveitamos bem o potencial das redes sociais, mas sem nenhuma dor de cabeça, ok?

Agora compartilhe com a gente o que você achou deste post. Você gostou das nossas dicas sobre marketing para o seu studio de pilates em redes sociais? Esperamos que ele tenha lhe ajudado. Até a próxima!

Newsletter

Receba nossas novidades

Cadastre-se e receba em seu e-mail as atualizações da Kauffer.