O Reformer está entre os principais equipamentos utilizados no método pilates. Foi inventado por Joseph Pilates. A principal teoria é de que ele teve a inspiração para o aparelho durante o período em que foi feito prisioneiro durante a Primeira Guerra Mundial.

Na época, ele teria adaptado camas para que soldados alemães feridos pudessem praticar atividades físicas. Para isso, algumas molas foram retiradas e prendidas às cabeceiras, improvisando um aparelho para práticas de resistência muscular. Assim, teria surgido a ideia para o Reformer.

Uso absoluto

ReformerA profissional de educação física Karina Camocardi Henning, que é especializada em pilates por uma das maiores escolas do método no mundo, a Stott Pilates, e é dona do K+ Pilates, considera o Reformer o mais completo equipamento, devido à cama móvel.

Para ela, essa é uma vantagem importante em relação aos outros aparelhos. “Como a cama é móvel, é um desafio maior para o aluno quanto à força, equilíbrio e alongamento”, afirma. Diz também que o Reformer dá assistência a alguns movimentos que o aluno possa ter dificuldade.

Conforme Karina, esse é um equipamento que permite trabalhar toda a musculatura do corpo e pode ser utilizado com o aluno em todas as posições: deitado, sentado, em quatro apoios e em pé. “Além disso, ele pode ser facilmente adaptado a todos os tipos de pessoas”, diz.

Outro ponto positivo do equipamento, de acordo com a profissional, é o fato de ele permitir a prática de exercícios de resistência, realizando assim um trabalho perfeito de alinhamento do centro de força.

Exercícios

Alguns exercícios que podem ser praticados no Reformer são citados por Karina, que diz que na execução deles, a posição dos pés irá definir a musculatura específica a se exercitar. A respiração inicia-se com a inspiração no início e a expiração, executando o movimento.

  • 2ª posição – Dedos afastados e calcanhares juntos, dedos apoiados na barra de pés. Utilizar a musculatura interna das pernas para realizar o movimento.
  • Ponta dos pés – Dedos envolvendo a barra de pés. Pernas paralelas e fechadas com os tornozelos apontando para baixo (dorsiflexão).
  • Abaixar e elevar – Flexão plantar e dorsiflexão de tornozelos. Dedos na barra, pés paralelos, tornozelos elevados, pernas fechadas. Empurre o carrinho inspirando, movimente os tornozelos para baixo na expiração, eleve os calcanhares inspirando e retorne à posição inicial na expiração.
  • Bicicleta – Somente uma perna apoiada com o dedo do pé na barra. A outra perna flexionada na posição de apoio, pé em flexão plantar. Pernas paralelas. Ao empurrar o carrinho, a perna flutuante mantém a flexão. No retorno, ela se estende para cima da barra de pés.

Reformer e acessórios

Assim como outros aparelhos de pilates, o Reformer permite a prática de exercícios associados a acessórios. Existem várias possibilidades, entre as mais comuns está o uso associado à prancha de salto, plataforma de extensão e caixa.

“A utilização dos acessórios resulta na combinação ideal de força, alongamento e flexibilidade, proporcionando o equilíbrio do corpo, obtendo a melhora da postura”, informa Karina.

Ela cita um exercício que pode ser praticado com o Reformer junto com o acessório Flex Ring:

  • Abertura lateral – Posição em pé com as pernas afastadas (um pé na plataforma de extensão e outro no carrinho).

Segure o Flex Ring com os braços estendidos. Inspire, fique, ao expirar ative os abdutores. Ao mesmo tempo, aperte o Flex Ring para a ativação da musculatura. Trabalhe membros superiores e inferiores ao mesmo tempo.

Condicionamento físico e reabilitação

O Reformer é um equipamento que pode ser utilizado tanto para condicionamento físico quanto para reabilitação. “Joseph  acreditava que com essa harmonia de forças, alongamentos e respiração, obteria uma melhora importante na postura e na reabilitação”, frisa Karina.

Ela conta que após algum tempo, bailarinos passaram a utilizá-lo para melhorar a condição física, prevenir e tratar lesões. Diz também que ele foi concebido com o intuito de reabilitar soldados feridos na guerra.

Dicas para um aparelho seguro

Para que o método pilates possa ser executado no Reformer com segurança, é importante que o equipamento tenha boa qualidade. A profissional Karina, baseada na experiência que tem como dona de studio, dá algumas dicas do que é importante checar no equipamento.

“É necessário atestar a segurança dos aparelhos, verificando a qualidade dos componentes como molas, madeira, rolamentos, ou seja, todos os itens que compõem o equipamento”, afirma.

Leia maisLeia mais
– Saiba tudo sobre o Reformer Torre
– Como saber escolher aparelhos de pilates de qualidade?

Gostou do post sobre o Reformer? Se você quiser ver em detalhes o modelo de Reformer que a nossa entrevistada Karina usa em seu studio, é só clicar aqui.

Newsletter

Receba nossas novidades

Cadastre-se e receba em seu e-mail as atualizações da Kauffer.